• All
  • Design Gráfico
  • Marketing Digital
  • Mix De Marketing
  • Web Design
  • Default
  • Title
  • Date
  • Random

A maior rede social do planeta com, atualmente, nada menos que 2.2 bilhões de usuários ativos ao redor do mundo, quer, agora, ser a maior emissora de futebol. É isso mesmo, você não entendeu errado: a megalomania do Facebook não parece mesmo ter fim. Isso porque a diretoria da empresa anunciou a compra dos direitos de transmissões das duas principais competições mundiais entre clubes: a Champions League e a Libertadores da América. Aqui no Brasil, a rede ganhou a concorrência com a Rede Globo, que se recusou a participar do leilão pelo direito de exibir as partidas que, em 2019, estarão nas telas de computadores e smartphones.

Rede que mais cresce no mundo, o Instagram, que já soma mais de 1 bilhão de usuários no mundo, não para de se reinventar. Além de inúmeras funcionalidades aos Stories e a implantação da IGTV, motivando produtores de conteúdos em vídeos a apostarem em produtos para a rede social, em paralelo a seus eventuais canais no Youtube, maior concorrente no segmento. Agora, as mudanças anunciadas pela equipe do Instagram, por meio do Blog oficial, são dedicadas ao Feed e às conexões entre os usuários. De acordo com o comunicado, já nas próximas semanas, o algoritmo será apurado, de acordo com as preferências e feedback enviados pelo público, ou seja, o que mais se curte, comenta e compartilha.

Quem é usuário ativo do Instagram, certamente, já entrou no looping eterno dos vídeos, geralmente de 1 minuto, publicados na rede social. O conteúdo audiovisual, rápido e atrativo, prende a atenção dos seguidores, ou não, de determinado perfil, seja por quem visita a timeline ou o recurso “descobrir” - e suas sugestões infinita de novos vídeos, após assistir ao primeiro. Com tanta coisa interessante, não é difícil ter interesse em baixar alguns dos conteúdos, certo? Aprenda, então, como salvar os vídeos para smartphone, PC ou tablet.

Em novembro de 2016, Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos, contrariando pesquisas e previsões. Um ano após a votação, o Facebook divulgou um comunicado informando que 126 milhões de usuários - mais de 1/3 da população norte-americana - foi impactada por notícias falsas que favoreciam o candidato republicano. Publicados pela Internet Research Agency, empresa ligada ao Governo Russo, a variedade de fake news foi determinante para o resultado nas urnas. De olho nas eleições brasileiras, a rede anunciou medidas para combater a disseminação de mentiras.

O que nossos clientes estão falando?

  • "Minha experiência é a melhor possivel. O atendimento é impecável!!!"

    star5

    Laura Ganon

    CEO - Fink Mobility

  • "Confiança, qualidade do trabalho e comprometimento definem uma parceria de sucesso. Para nossos clientes, o nível de qualidade e atendimento precisa ser "excelente" e para tal, a confiança em um parceiro como vocês, é fundamental. Cliente satisfeito é a garantia do nosso sucesso!"

    star5

    Ana Mason

    CEO - Ana Mason Design

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9